Jundiaí recebe primeiro núcleo da SP Escola de Teatro fora da capital

A Prefeitura, por meio da Unidade de Gestão de Cultura (UGC), e a Secretaria Estadual de Cultura, lançaram nesta quinta-feira (7) o primeiro Núcleo da SP Escola de Teatro fora da capital paulista, como parte da programação de aniversário de 362 anos de Jundiaí. O Centro de Formação das Artes de Palco na cidade foi batizado de “Estação Jundiaí”, em referência ao Complexo Fepasa, local do anúncio e onde serão ministrados os sete cursos e oficinas gratuitos para 210 vagas inicialmente propostos pela parceria para 2018.

A Escola é tem por atribuição a formação profissional da arte teatral, com programas educativos e de capacitação artística com reconhecimento internacional e inspiração pedagógica para programas na Finlândia e na Suécia.

LEIA TAMBÉM
Rota do Centro recebe passeio ciclístico
‘Sexta no Centro’ tem programação especial de Natal
Polytheama: orquestra faz último concerto da temporada 2017

Intervenção abordou o fazer artístico, o Teatro, a Ferrovia e Jundiaí como uma terra de encontros

O diretor-executivo da Escola, Ivam Cabral, exaltou a contribuição de jundiaienses no cenário da dramaturgia nacional. “O mais importante é que a Escola traga não somente um curso, mas um olhar, crítico, que venha para somar e romper as fronteiras, uma vez que o teatro é a arte do encontro e o encontro e sinônimo de mudança”, projetou.

O gestor de Cultura, Marcelo Peroni, definiu a concretização da parceria como a realização de um sonho. “Esta parceria vem da necessidade e de um desejo antigo da classe artística jundiaiense. É com prazer ser a primeira cidade a conseguir esta parceria de modo mais efetivo. Eu, como artista, já vejo o impacto que isso terá no cenário da cidade, com a vinda de toda esta estrutura pedagógica consolidada que facilitará a vida de quem tinha de buscar capacitação fora daqui”, comemorou.

Daniela Biancardi é jundiaiense e trabalhou no primeiro curso voltado à Comédia na América Latina

O anúncio foi acompanhado pela imprensa e por artistas da cidade, que assistiram à intervenção cômica dos palhaços da Escola com a peça “A longa viagem de Fritz e Lígia Maria”. No elenco, está a jundiaiense Daniela Biancardi, que também comemora como formadora da Escola: “Esta novidade pontua e confirma um movimento de décadas de jovens que querem permanecer na cidade, dando vida ao seu cenário cultural”.

Cursos
As primeiras inscrições serão abertas em janeiro, com 30 vagas para o curso de Atuação Performática, e deverão ser feitas no site da Escola. Posteriormente, serão também abertas as vagas para os cursos e oficinas de Iluminação cênica, Sonoplastia, Cenografia, Figurino, Direção e Dramaturgia.

Em 2018 serão oferecidas 30 vagas para cada um dos sete cursos e oficinas

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ

Assista ao vídeo da TVTEC


Publicada em 07/12/2017 ▪ Leia mais sobre , , , , ,