Cultura Jundiaí | http://cultura.jundiai.sp.gov.br

Muro de proteção do São Camilo recebe as cores do grafite

Publicada em 16/04/2018 às 09:50

Uma iniciativa do coletivo de hip-hop The King’s, com apoio da Prefeitura, através da Fundação Municipal de Ação Social (Fumas) e da Unidade de Gestão de Cultura, resultou em um novo visual para os 350 metros do muro de proteção que margeia toda a nova rua do Jardim São Camilo. A terceira edição do evento “Hip-Hop na Rua é Arte” resultou numa ação com 45 grafiteiros que passaram todo o domingo (15) dando cores e traços ao muro.

LEIA TAMBÉM
Cultura prorroga inscrições para o Festival Enredança
Complexo Fepasa se transforma na casa da cultura jundiaiense
Promoção da Saúde e Cultura promovem oficina para a população

Grafiteiro e tatuador, Levi Fonda trouxe os filhos Gabriel, de quatro, e Samuel, de seis anos, para participar do evento

“Este evento é muito importante para a comunidade, pois ressalta a cultura do hip-hop, que é a cultura de rua, e também faz a revitalização de mais um espaço dentro do bairro”, explicou Jensen Silva, integrante do coletivo e um dos organizadores do evento.

“Além dos 45 grafiteiros, também teremos 10 grupos de hip-hop se apresentando, cortes de cabelo gratuitos para as crianças e distribuição de brindes”, explicou Jensen.

A superintendente da FUMAS, Solange Marques, e Jensen Silva, do coletivo de hip-hop The King’s: parceria entre comunidade e Poder Público

A superintendente da Fumas, Solange Marques, esteve no local acompanhando a pintura dos artistas. “É muito bom ver ações como essa, que envolvem o Poder Público e a comunidade. Nós, da Fumas, temos trabalhado para que esta obra, que ligará as ruas Pedro Raiavani e Ângelo Rivelli, traga melhorias na qualidade de vida das pessoas. É gratificante ver o capricho destes artistas na pintura do muro.”

Arte e inspiração
Há 16 anos como engenheiro da Fuams responsável pelo núcleo do Jardim São Camilo, José Cícero Araújo Novaes acompanhou a pintura desde o início da manhã. “Nos últimos dias, a construtora Versátil, responsável pela obra, fez a pintura de um fundo branco no muro de proteção para que a comunidade pudesse expressar sua arte em toda a extensão. Tenho certeza de que será uma grande e verdadeira obra de arte”.

Morador de Louveira e dono de um estúdio de tatuagem em Vinhedo, o grafiteiro Levi Fonda era um dos convidados e fez questão de trazer os filhos Samuel, de seis, e Gabriel, de quatro anos. “Para mim, o grafite é um momento de lazer e acho que ações como estas, que mostram a arte como algo que transcende os valores sociais, servem para que possamos inspirar nossas crianças”.

Essa foi a terceira edição do evento “Hip-Hop na Rua é Arte”

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ


Publicada em 16/04/2018 ▪ Leia mais sobre ,


Link original: https://cultura.jundiai.sp.gov.br/2018/04/muro-de-protecao-do-sao-camilo-recebe-as-cores-do-grafite/