Cultura Jundiaí | http://cultura.jundiai.sp.gov.br

“Viagem pelo Polytheama” encerra Mês do Patrimônio

Publicada em 31/08/2018 às 17:15

Uma edição da “Viagem Fantástica pelo Teatro Polytheama” realizada na manhã desta sexta-feira (31) encerrou a programação do Mês do Patrimônio Histórico e Cultural no Município. O tour encenado pelas atrizes Caroline Úngaro e Carolina Ferreti pelo teatro centenário contou com cerca de 50 participantes.

LEIA TAMBÉM
Cultura promove 1º Festival de Curtas-Metragens
Concerto da Orquestra traz composições da família Bach
Setembro tem Festival de Teatro e Palco da Cidade no Poly

Camila soube da “Viagem” em visita ao Teatro e ficou encantada com a iniciativa

A estudante de Jornalismo Camila Bandeira, que mora no Eloy Chaves e tem 22 anos, ficou sabendo da iniciativa em uma visita recente ao teatro para assistir a uma peça. “Cada parte deste teatro tem uma história para contar; cada parede deste prédio, um detalhe a ser descoberto. A visita satisfez o meu gosto pela questão histórica e pela aprendizagem.”

A visita segue não somente pelos ambientes do Teatro mas também por seus anos de existência. No começo, no hall de entrada, os visitantes participam da noite de inauguração do Pavilhão Polytheama, em 13 de dezembro de 1911. De lá, são percorridas as escadarias, arquibancadas, camarotes, frisas e plateia, e os visitantes aprendem sobre seu antigo picadeiro camuflado, a reforma de 1928, que garantiu ao teatro a sua fachada atual, um novo andar e a instalação do seu equipamento de projeção de filmes.

Quando percorrem a Galeria de Arte Fernanda Perracini Milani, anexa ao teatro, os visitantes tomam conhecimento da decadência do teatro com a redução de visitantes na década de 1950, por conta da concorrência com a televisão, que culmina com o fechamento do então Cine-Teatro em 1975. Já a caminho dos camarins, onde antigamente ficava a tipografia, os participantes aprendem sobre a desapropriação pela Prefeitura em 1980, tornando-o um equipamento público, e a reforma projetada pela arquiteta italiana, Lina Bo Bardi, responsável também pelo projeto do Museu de Arte de São Paulo (MASP).

Depoimento de Araken foi o primeiro gravado para a série “E também por mim Jundiaí se fez grande”

Comemorando a reabertura do Teatro em 1996, já no palco, os participantes são surpreendidos pela abertura das cortinas e descobrem-se também protagonistas desta história. Como emotivamente explicam as atrizes, “as alegrias que este espaço guarda por seus tempos áureos ofuscam com facilidade a tristeza pelos seus 21 anos de degradação e solidão. Todos aqui guardam recordações boas deste espaço. A Prefeitura protege com muito zelo o prédio, mas o teatro, seu conceito, isso somo nós quem preservamos, assistindo aos seus espetáculos e prestigiando a sua programação, que cabe na agenda e no bolso de todos.”

O passeio contou com a participação dos alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Francisco Morato.

Mais projetos
Também nesta sexta-feira (31) foram iniciadas as gravações dos depoimentos do “E também por mim Jundiaí se fez grande”. O projeto realizado pela UGC e TVTEC foi lançado ainda como parte da programação do Mês do Patrimônio e deverá coletar os relatos em vídeos de personalidades cujas histórias se confundem com o passado recente de Jundiaí. A primeira da série de entrevistas foi concedida pelo conceito arquiteto Araken Martinho e a proposta de veiculação do material é para o aniversário do Município em dezembro deste ano.

“Viagem Fantástica” encerrou a programação do Mês do Patrimônio Histórico e Cultural

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ

ASSISTA À REPORTAGEM DA TVTEC


Publicada em 31/08/2018 ▪ Leia mais sobre , , , , ,


Link original: https://cultura.jundiai.sp.gov.br/2018/08/viagem-pelo-polytheama-encerra-mes-do-patrimonio/