Cultura Jundiaí | https://cultura.jundiai.sp.gov.br

Música e Histórias – “Black Soul Brasileiro”

Atração da programação mensal de Outubro pelo programa “Música e Histórias”;

Abertura: com a bailarina Ambrósia Dualc;

Interpretações musicais de Rodolfo de Neguinho (violão, guitarra e voz), Cahê Boldrini (baixo), Robson Póvoa (bateria), Evelyn Ariane (vocal e backing vocal) e Alex Helan (piano e teclados);

Performances artísticas de Vive Almeida e Édipo Queiroz, com textos de Marcos César Duarte;

Espetáculo de apresentação híbrida:

  • Presencial: respeitando os limites de ocupação previstos pelo Plano São Paulo e pelo Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus (CEC) da Prefeitura.
  • On-line: canais oficiais da Cultura Jundiaí no Facebook e YouTube.

Ingressos gratuitos: 638 ingressos disponíveis – dois por pessoa. A distribuição gratuita será feita a partir da terça-feira (26), às 10h, na bilheteria do Teatro Polytheama e pela plataforma Sympla.

Mais informações: (11) 4586-2472.

Confira o currículo dos artistas participantes:

  • Rodolfo de Neguinho: Começou a atuar na música  aos 12 anos de idade. Hoje, com 29 anos de carreira, apresenta-se no formato voz e violão e também no formato banda em eventos corporativos, residenciais, casamentos, hotéis, restaurantes, eventos culturais, bares e outros;
  • Alex Helan: Músico Jundiaiense, iniciou seus estudos aos 13 anos com o professor Marcel Augusto. Aos 17 ingressou no Conservatório de Tatuí, no curso de MPB& Jazz, estudando com Beto Corrêa, Eduardo Goby e Bórici Junior. É licenciado em música pela Universidade Metropolitana  de Santos. Leciona aulas de piano Popular em Jundiaí em seu próprio Instituto Musical;
  • Robson Póvoa: Baterista, cantor, compositor e produtor cultural. A música o escolheu aos 10 anos de idade. Começou sua trajetória tocando na igreja Evangélica e em corais infantis. Estudou bateria desde então e em 2003 começou cursar bateria MPB Jazz no Conservatório de Tatuí, onde ficou até 2007. Em 2017 foi indicado ao prêmio da música brasileira com o disco “Serelepe: Forró Por Aí”, do qual foi produtor executivo e intérprete. Em 2018 gravou suas composições autorais e inéditas no DVD intitulado Amanhã;
  • Cahê Boldrini: Atua como contrabaixista em grupos de diversos estilos musicais e como professor na cidade de Jundiaí. Iniciou seus estudos aos sete anos de idade tendo o violão como primeiro instrumento. Aos 13 anos passou a se dedicar ao baixo elétrico de maneira autodidata. Ao longo de sua trajetória estudou com instrumentistas renomados como: Rogério Botter Maio, Itamar Collaço e Sá Reston.  Em 2018 concluiu a graduação em Música – Licenciatura pela UNESP. Também possui formação técnica em Regência Coral pela ETEC de Artes;
  • Evelyn Ariane: Iniciou a vida cantando aos 14 anos, participando de bandas e ministérios na Igreja. Participou dos projetos Tributos e Homenagens do Villa Pizza Bar (Jundiaí) com a Banda Funk’s Natra, em que homenageou a cantora Sandra de Sá. Com banda Funk’s Natra também já se apresentou em casas de shows como Diquinta (São Paulo) e Bourbon Street (São Paulo), além de casas noturnas e bares de Jundiaí. Participou da gravação de DVDs e Cds de vários artistas da região como backing vocal. Atualmente canta em cerimônias de casamentos com grupo Musical Evelyn Ariane e outros grupos e orquestras e em bailes e festas com a Banda Vitrola, além de trabalhos como free lance;
  • Édipo Queiroz: Ator, paulista dentro da cena teatral de Jundiaí e região desde 2012, iniciou no curso inicial da casa da Cultura, com o diretor e professor José Renato Forner. Passou por diversos grupos da região dentre eles Cia. Solo, Performático Éos e atualmente faz parte do Grupo principal da Cia Fênix;
  • Vivi Almeida: atriz, educadora social e multi-artista. Reside em Jundiaí. É formada pela Escola de Arte Dramática da ECA/USP e fundadora e atriz do Teatro do Osso. Participou de diversos coletivos de arte dentre eles o Coletivo Coisarada, apresentando durante 6 anos o Sarau da Coisa. Como educadora social ministrou aulas de teatro em diversos pontos da cidade de São Paulo, como Centro Cultural do Grajaú e Oficina Cultural Alfredo Volpi em Itaquera. Como performer participou de exposições no SESC Jundiaí, Galeria Fernanda Perracini Milani e festivais de artes visiuas em Fortaleza e Franco da Rocha.  Atualmente é mediadora na 34º Bienal de Artes de São Paulo;
  • Marcos César Duarte: escritor e dramaturgo com mais de vinte peças encenadas nos teatros da cidade de Jundiaí entre elas ‘Estocolmo’ e ‘Maria e os Pacotes’. Um criadores do podcast ‘Na Coxia’ e um dos roteiristas do podcast ‘E o Circo o que é?’ ambos produzidos pelos Sesc Jundiaí.  Contemplado pela Lei Aldir Blanc em Jundiaí com dois e-books contendo algumas das obras dramáticas em monólogos e peças teatrais;
  • Ambrósia Dualc: Pós-graduada em Dança e Consciência Corporal. Fez três temporadas para o Japão como bailarina e coreógrafa. Bailarina convidada na turnê de Sandy & Jr 2002. Bailarina e ensaiadora do Saloon Show de Hopi Hari.

Quando

De 28/10/2021 19:30 a 28/10/2021 21:00

Onde

Rua Barão de Jundiaí, 176, Centro
Jundiaí - SP
CEP 13.201-010

Como chegar

Link original: https://cultura.jundiai.sp.gov.br/evento/musica-e-historias-black-soul-brasileiro/