5º Festeju - Festival de Teatro de Jundiaí

Cena Profissional

De 16 a 25 de junho, no Teatro Polytheama (Rua Barão de Jundiaí, 176, Centro) e Praça Marechal Floriano Peixoto – Praça do Coreto (atrás da Catedral)


Mediação

Os espetáculos infantis da Cena Profissional contarão com mediação após a apresentação, com os seguintes profissionais:

Iarlei Rangel

Iarlei Rangel é formado em Licenciatura em Arte – Teatro, pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). É integrante fundador do Grupo Esparrama, onde desenvolve sua pesquisa sobre a relação entre teatro, infâncias, educação e cidade.

Maria Amélia Farah – “Mamé”

Maria Amélia Farah é graduada e mestre em Artes Cênicas, pela Universidade de São Paulo (ECA/USP). É atriz co-fundadora e colaboradora em dramaturgia na premiada e internacional Cia Hiato, dirigida por Leonardo Moreira; e junto a Cia, criou os espetáculos “Odisseia”, “O Jardim”, “Ficção “, “Amadores”, entre outros.


16 de junho (quinta-feira) – 17h

“Quantos outros cabem em um menino” – Teatro Polytheama

Nome do Grupo: Companhia do Acaso
Município: Jundiaí (SP)
Classificação Etária: Livre
Sinopse: Se você pudesse ser outros, quem seria? O que seria? Um homem de 80 anos? Uma estrela de TV? Ou quem sabe do céu? Dragão ou gigante? Um arco-íris? O que vai ou o que fica? Um rio, lago ou caracol? As vezes nos perdemos pelo caminho, pela cabeça, mas é tão bom quando nos encontramos.

Ingressos gratuitos – disponíveis na bilheteria do Teatro e pela plataforma Sympla a partir das 10h30 do dia do espetáculo


17 de junho (sexta-feira) – 19h30

“E.L.A” – Teatro Polytheama

Nome do Grupo: Jéssica Teixeira
Município: Fortaleza (CE)
Classificação Etária: 14 anos
Sinopse: “Pudesse ser apenas um enigma. Mas, não. O corpo faz problema. O corpo dá trabalho. Pode ser muitos. Pode ser, inclusive, o que não queremos. O corpo será sempre o que ele quiser? É social. É político. É tecnológico. É inconsciente. Pensamento. Desejo. Invisível. Invasor. O corpo se despedaça. É estrutura. É movimento. Mas, sobretudo, é estranho. Eu sou o outro e a outra. Teimo e re-existo. Ele se degenera e E . L . A se faz impossível.

Ingressos gratuitos – disponíveis na bilheteria do Teatro e pela plataforma Sympla a partir das 10h30 do dia do espetáculo


18 de junho (sábado) – 17h

“O menino de Lugar Nenhum” – Teatro Polytheama

Nome do Grupo: Teatro de Panela
Município: São Paulo (SP)
Classificação Etária: Livre
Sinopse: “Em “Lugar Nenhum” tudo é preto e branco. Lá todo mundo é igual. Até que nasce Augusto, um menino colorido que faz um barulho esquisito e desconhecido por todos. Diferente naquele lugar, Augusto terá que enfrentar um mundo cruel e intolerante. Para isso terá a ajuda de um cientista um tanto quanto maluco, que garante ter a solução para qualquer tipo de problema, até mesmo a capacidade de torná-lo preto e branco como os outros habitantes. Será que Augusto desistirá de ser ele mesmo para se enquadrar no que querem e esperam dele? “O menino de Lugar Nenhum” trata, de forma lúdica, temas como preconceito, discriminação e aceitação, mostrando nossos verdadeiros valores e principalmente a importância de ser quem realmente somos.”

Ingressos gratuitos – disponíveis na bilheteria do Teatro e pela plataforma Sympla a partir das 10h30 do dia do espetáculo


19 de junho (domingo) – 17h

“Quando eu morrer, vou contar tudo a Deus” – Teatro Polythema

Nome do Grupo: O Bonde
Município: São Paulo (SP)
Classificação Etária: 6 anos
Sinopse: Baseado numa história real, o espetáculo conta as aventuras de Abou, um menino africano que foi encontrado dentro de uma mala tentando entrar no continente europeu. Ao som de tambores e violão, quatro atores contam a história deste menino refugiado que, junto com sua mala Ilê – companheira, abrigo e animal de estimação – enfrenta dificuldades com criatividade e coragem.

Ingressos gratuitos – disponíveis na bilheteria do Teatro e pela plataforma Sympla a partir das 10h30 do dia do espetáculo


21 de junho (terça-feira)

15h – Praça Marechal Floriano Peixoto (Praça do Coreto)

“Aconteceu no Brasil enquanto o ônibus não vem”

Nome do Grupo: Grupo Arte da Comédia
Município: Curitiba (PR)
Classificação Etária: Livre
Sinopse: Na casa da Dona Josefina e das suas filhas, chega o Coronel Capador, e seu criado Saci, que pretende vender o último índio do Brasil. Chegam também Biro-Biro, malandro em fuga do Rio de Janeiro e Rosendo, cearense que volta para sua terra. Mas na casa de Dona Josefina o ônibus passa só uma vez por semana. Na espera, as personagens do mal se unem contra as do bem e só a intervenção fantástica da velha Josefina trará a solução.


19h30 – Teatro Polytheama

“Alma Boa – Uma Parábola Chinesa”

Nome do Grupo: Cia. Histriônica de Teatro
Município: Campinas (SP)
Classificação Etária: 12 anos
Sinopse: Uma pessoa consegue ser boa no mundo como está organizado? Essa é a pergunta lançada por Bertolt Brecht na parábola de Setsuan. O mundo não pode permanecer como está e precisa ser destruído a não ser que se encontre ao menos uma alma boa que o justifique. Três Deuses são enviados à terra para encontrar essa alma boa. Já prestes a desistir são ajudados por Chen Te, uma mulher que cumpre todos os requisitos que procuram exceto por um: é uma prostituta. Os deuses então decidem ajudá-la com uma quantia em dinheiro para que mude de vida mais fácil e seja, enfim, a tão procurada alma boa. Contudo, ao abrir uma pequena loja, Chen Te se depara com muitos desafios para permanecer no caminho da bondade.

Ingressos gratuitos – disponíveis na bilheteria do Teatro e pela plataforma Sympla a partir das 10h30 do dia do espetáculo


23 de junho (quinta-feira) – 19h30

“WWW para Freedom” – Teatro Polytheama

Nome do Grupo: Barracão Teatro
Município: Campinas (SP)
Classificação Etária: 12 anos
Sinopse: Espetáculo de palhaço sobre a guerra para ser livre. Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência! “WWW para Freedom” é um código de operação militar. Soldados são mandados para libertar um povo de um terrível ditador. Em algum lugar do mundo e em algum tempo. Mas, um soldado, na hora de bombardear o alvo, questiona para que serve tudo aquilo e faz uma operação, não militar, em nome da liberdade na qual acredita.
De que liberdade estamos falando? Livrar-se de quem? Livrar-se de que? É preciso a guerra para estar em paz?

Ingressos gratuitos – disponíveis na bilheteria do Teatro e pela plataforma Sympla a partir das 10h30 do dia do espetáculo


24 de junho (sexta-feira) – 19h30

“INHAÍ – Coisa de Viado” – Teatro Polythema

Nome do Grupo: Coletivo Inominável
Município: São Paulo
Classificação Etária: 18 anos
Sinopse: “INHAÍ – Coisa de Viado” Teatro Documentário. A partir de estudos científicos, dados históricos, relatos pessoais e análise de fenômenos culturais, o Coletivo Inominável reflete sobre homofobia, orgulho e o que é coisa de “viado” nos dias de hoje. O elenco busca novas formas de contar suas narrativas usando recursos como filmagens e “lives”, celebrando com a plateia a experiência de estarmos vivos.

Ingressos gratuitos – disponíveis na bilheteria do Teatro e pela plataforma Sympla a partir das 10h30 do dia do espetáculo


25 de junho (sábado)

11h – Praça Marechal Floriano Peixoto (Praça do Coreto)

“EntrƎ”

Nome do Grupo: Cia. PlastikOnírica
Município: Santos (SP)
Classificação Etária: Livre
Sinopse: No começo era o Vazio, o poder de infinitas possibilidades. A vida surge como um frágil alinhamento de signos, passa pelas areias do tempo e desaparece no silêncio entre dois sons, no espaço entre o passado e o futuro.
Uma experiência sensorial e imersiva convida o público a testemunhar a criação de um microcosmo que pode estar no buraco de uma folha devorada por um inseto.


17h – Teatro Polytheama

“The Bichos”

Nome do Grupo: Teatro D’Aldeia
Município: São José dos Campos (SP)
Classificação Etária: Livre
Sinopse: Em tempos difíceis, o único caminho para quatro animais abandonados foi pegar a estrada rumo ao desconhecido. Mas, o que eles não imaginavam era que, juntos, iriam mudar a história de suas vidas para sempre e criar a lendária banda The Bichos. Livremente inspirado no conto os músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, e Os Saltimbancos, de Chico Buarque, The Bichos é um espetáculo infanto-juvenil que fala da alegria dos recomeços embalado por clássicas melodias dos Beatles executadas pelos próprios atores.

Ingressos gratuitos – disponíveis na bilheteria do Teatro e pela plataforma Sympla a partir das 10h30 do dia do espetáculo


Notícias sobre o Festeju

Mais notícias »
Apoio e Realização Política de privacidade