Festa Literária de Jundiaí 2021

Transmissão pelos canais da Cultura no Facebook e YouTube


PROGRAMAÇÃO

– Mesas de Entrevistas com autores referenciais

Com transmissão ao vivo pelos canais da Cultura no Facebook e YouTube, cada mesa contará com um autor referencial e uma mediadora. Cada mesa terá a duração de até 90 minutos e possibilitará a interação do público.

25 de maio (terça-feira)

  • Diversidade: desde a Infância, com Renata Ceribelli e Bruno Della Latta às 19h30
    Mediadora: Jéssica Balbino

Renata Ceribelli nasceu em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, em 1964. Graduada em Jornalismo pela PUC-Campinas, iniciou como repórter nos anos 1980. Fez toda a sua carreira em televisão, principalmente na TV Globo, estreando no Fantástico em 1998. Sua dedicação a reportagens em defesa dos direitos humanos lhe rendeu alguns prêmios. Foi vencedora duas vezes do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog e indicada ao Emmy Internacional de Jornalismo. Apaixonada pela profissão, encara o jornalismo como uma missão de vida. Em março de 2021, junto com Bruno Della Latta lançou o livro “Trans”.

Bruno Della Latta nasceu em Bebedouro, interior de São Paulo, em 1980. É jornalista e roteirista. Graduado pela Faculdade Cásper Líbero e mestre em Cinema pela MetFilm School de Londres. Há nove anos é editor do programa Fantástico, dedicando-se a fazer reportagens principalmente sobre direitos humanos. Nesse período, foi indicado ao Emmy Internacional de Jornalismo e vencedor de prêmios jornalísticos importantes como o Líbero Badaró, o Vladimir Herzog e o Tim Lopes.

26 de maio (quarta-feira)

  • Memórias e busca identitária, com Itamar Vieira Júnior – às 19h30
    Mediadora: Caroline Ferreira

Itamar Vieira Júnior nasceu em Salvador, Bahia, em 1979. É escritor e geógrafo, com doutorado em Estudos Étnicos Africanos. Em 2019 publicou seu primeiro romance, “Torto arado”, que venceu os prêmios LeYa (Portugal), Jabuti e Oceanos.

27 de maio (quinta-feira)

  • BookTubers – A literatura através das mídias sociais, com Cacau Braga, Carime Pinhatti, Victor Almeida e Mell Ferraz – às 19h30
    Mediadora: Úrsula Passos

Cacau Braga,  Carime Pinhatti, Victor Almeida e Mell Ferraz falam sobre a conquista de milhares de seguidores através das mídias sociais tratando de temas do universo literário.

28 de maio (sexta-feira)

  • Autores Jundiaienses – às 19h30
    Mediadora: Caroline Ferreira

Roda de conversa sobre a produção literária local.

Convidados:
– Davi Simão Junior;
– Guilherme Rueda;
– Hildon Vital de Melo;
– Mara Lígia Biancardi.

29 de maio (sábado)

  • O protagonismo da criança, sua formação e sua relação com a cidade, com Francesco Tonucci – às 10h
    Mediadora: Caroline Ferreira

Pensador, pedagogo e desenhista, o italiano Francesco Tonucci dedicou-se ao estudo de questões relacionadas à educação, especialmente às crianças, e a formação de professores. Defensor da participação social da infância na discussão pública sobre futuro das cidades, ele é responsável pelo projeto internacional “A cidade de meninas e meninos” e há mais de 20 anos estabeleceu uma rede de mais de 200 cidades na Itália, Espanha e América do Sul, incluindo Jundiaí.

  • A literatura contemporânea infantil e juvenil, com Ilan Brenman – às 15h
    Mediadora: Jéssica Balbino

Considerado um dos mais importantes autores de livros infantis do Brasil, Ilan Brenman é Bacharel em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica (PUC), Mestrado e Doutorado pela USP na área de Linguagem e Educação. É autor de mais de 60 livros e recebeu diversos prêmios pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ).    

  • Slam, poesia e performance da resistência, com Mel Duarte – às 19h

A escritora, poetisa, slammer e produtora cultural nasceu na primavera de 1988 em São Paulo (SP) e atua com literatura desde 2006. Publicou os livros “Fragmentos Dispersos” (2013), “Negra Nua Crua” (2016, editora Ijumaa) traduzido para o espanhol “Negra Desnuda Cruda” (2018, ediciones ambulantes, Madrid, ES), “As bonecas da vó Maria” (2018, Itaú leia para uma criança), “Querem nos calar: Poemas para serem lidos em voz alta” (2019, Editora Planeta), “A descoberta de Adriel” (2020, Itaú leia para uma criança) e o mais recente “Colmeia: Poemas reunidos” (2021. Editora Philos). Em 2016 Mel foi destaque no sarau de abertura da FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty) e foi a primeira mulher a vencer o Rio Poetry Slam (campeonato internacional de poesia falada).

30 de maio (domingo)

  • A inclusão através da literatura infantil, com Lia Crespo – às 10h
    Mediadora: Jéssica Balbino

Lia Crespo é mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo e doutora em História Social pela Universidade de São Paulo com a pesquisa Movimento Social das Pessoas com Deficiência Contra a Exclusão e Pela Cidadania (1979-2004).

  • Harry Potter, 20 anos de magia, com Thiego Novais – às 17h
    Mediadora: Jéssica Balbino

Thiego Novais é jornalista e criou em 2004 o primeiro canal do Universo Harry Potter no YouTube: o Observatório Potter. O canal fala sobre a conquista de seus seguidores nas mídias sociais e sobre como esta obra literária se tornou porta de entrada para o hábito da leitura.

  • Literatura e comunicação com o universo juvenil, com Thalita Rebouças – às 19h
    Mediadora: Úrsula Passos

Thalita Rebouças é escritora e jornalista brasileira, autora de livros direcionados ao público juvenil. Como jornalista trabalhou na Gazeta Mercantil, na TV Globo e na FSB Comunicações. Seu primeiro livro “Um Caso de Cativeiro” foi escrito junto com o marido, o também escritor Carlos Luz. Em 2001 publicou “Traição Entre Amigas”, com divulgação durante uma tarde de autógrafos na Bienal do Livro, no Rio de Janeiro. Em 2003 publicou o best-seller “Tudo Por um Pop Star”. Seu quarto livro, “Fala Sério, Mãe!”, logo entrou na lista dos livros mais vendidos da Revista Época. Em 2013 lançou seu primeiro livro infantil “Por Que só as Princesas se Dão Bem?”. Tornou-se um ídolo do público juvenil, já publicou 20 livros e vendeu mais de 1,5 milhão de exemplares. Alguns de seus livros já chegaram a Portugal e foram traduzidos para diversos países da América Latina.


Informações sobre as moderadoras das Mesas de Entrevistas:

  • Úrsula Passos
    Jornalista da Folha de S.Paulo desde 2013 e mestre em Filosofia pela USP, é repórter da Ilustrada, coordenadora do Clube de Leitura Folha e do Encontro de Leituras, série de eventos sobre Literatura em parceria com o jornal português Público.
  • Caroline Ferreira
    Bacharela em Letras com habilitação em português pela FFLCH/USP. Possui dez anos de experiência na criação, edição, preparação e revisão de textos – ficcionais e não ficcionais, e desenvolve estudos acerca de narrativas literárias e audiovisuais. Desde janeiro de 2019, tem sido responsável pela realização, mediação e curadoria d’O Narrador Clube de Leitura, que ocorre mensalmente em parceria com a Blooks Livraria.
  • Jéssica Balbino
    Jornalista, mestre em comunicação pela Unicamp, é premiada pelo Estado de Minas Gerais com o projeto Margens e pelo Minc com o livro-reportagem “Hip-Hop – A Cultura Marginal”.  Recebeu também, por dois anos consecutivos, o prêmio Maiores & Melhores, na categoria Assessoria de Imprensa. É autora dos livros “Hip-Hop – A Cultura Marginal” e “Traficando Conhecimento”.

– Oficinas Literárias Virtuais

Com a presença de convidados especiais, as oficinas contarão, em sua abertura, com uma fala de apresentação do gestor de Cultura, Marcelo Peroni.

As transmissões serão feitas pelos canais da Cultura no Facebook e YouTube, mas para poder interagir com os convidados e enviar perguntas e comentários, é necessário realizar inscrição prévia.

Cada oficina terá apenas um participante e duração de até 90 minutos. Confira a programação:

26 de maio (quarta-feira)

  • Janine Durand – Oficina de Mediação de Clubes de Leitura – às 15h30

    Resumo da oficina: o tema será abordado de forma dialógica, visando incentivar a formação de leitores em espaços horizontais de trocas e escuta em que a literatura está na centralidade da roda.

    Janine Durand é educadora. Há vinte anos se dedica às áreas de Educação, Cultura e Redes. Pedagoga pela Faculdade de Educação da USP, fez MBA em Economia na FUNDACE/USP e é especialista em Políticas Públicas pela Escola de Governo de São Paulo. Responsável por incentivar e apoiar a implementação de centenas de clubes de leitura em todo território nacional, em escolas, bibliotecas, presídios, livrarias e espaços culturais, no último ano formou mais de duzentos mediadores de clubes de leitura, em parceria com o Centro Cultural A Escrevedeira. Foi jurada do Prêmio Literário LiteraSampa, Prêmio IPL e Prêmio Jabuti.

27 de maio (quinta-feira)

  • Veronica Stigger – Oficina de Escrita Criativa às 15h30

    Resumo da oficina: Produzir ficção é, em certa medida, um exercício de imaginação. Nesta oficina, a partir de alguns exemplos literários, colocaremos em prática formas para ativar a imaginação, sendo a principal delas buscar criar um distanciamento entre os objetos e sua percepção corriqueira.


    Veronica Stigger possui graduação em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1994), mestrado em Comunicação/Semiótica pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2000) e pós-doutorado pela Università degli Studi di Roma La Sapienza; (2009), pelo Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (2009) e pelo Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp. Atua na área de Artes, com ênfase em Teoria e Crítica da Arte e na área de Literatura Brasileira e Teoria Literária.

28 de maio (sexta-feira)

  • João Varella – Oficina de Editoração – Como publicar seu livro? às 15h30

    Resumo da oficina: Como um conteúdo se transforma em um livro? E como essa obra pode se destacar? Seja com uma editora ou com autopublicação, decisões precisam ser tomadas e esta oficina oferece um panorama desse caminho. Os participantes são convidados a discutir o estado atual da literatura enquanto arte e mercado.

    João Varella é fundador da editora Lote 42 e das livrarias Sala Tatuí e Banca Tatuí. Produz eventos do circuito de publicações independentes, como a Feira Miolo(s) (Biblioteca Mário de Andrade), Printa-Feira (Sesc 24 de Maio), entre outros. Escreveu livros como “Videogame, a Evolução da Arte”. Jornalista, colaborou em veículos como UOL, Folha de S.Paulo, Elástica, IstoÉ Dinheiro, El Economista América, Gazeta do Povo e R7. Apresenta o documentário “12 Moedas”, da HBO.

29 de maio (sábado)

  • João Correia Filho – Cenários Invisíveis – Foto/literatura/jornalismoàs 17h

Resumo da oficina: A partir do livro “As Cidades Invisíveis” do escritor Ítalo Calvino, a oficina propõe uma redescoberta da cidade e seus (im)possíveis cenários, buscando na obra do autor italiano reflexões e exercícios práticos de aprimoramento do olhar. Além da escrita, os participantes poderão usar a fotografia, o desenho e a pintura como formas de expressão e de interpretação das diversas cidades imaginárias contidas na cidade de Jundiaí.


João Correia Filho é jornalista com especialização em Jornalismo Literário e atua na área desde 1996, com passagens por revistas no Brasil e no exterior, entre elas National Geographic, Caminhos da Terra, Horizonte Geográfico, Cult, Entrelivros e Língua Portuguesa. É autor de “Lisboa em Pessoa”, “À Luz de Paris”, “São Paulo, Literalmente” e “Buenos Aires, Livro Aberto”, que inauguraram um novo estilo de livros de viagem. Com “Lisboa em Pessoa” foi um dos ganhadores do Prêmio Jabuti 2012 na categoria Turismo.


– Autores e artistas jundiaienses

Além da mesa formada com os autores locais na sexta-feira (28), às 19h30, a programação da abertura de mesas contará com apresentações artísticas e depoimentos de autores locais. Toda programação será traduzida em Língua Brasileira de Sinais (Libras).


Notícias sobre a Festa Literária de Jundiaí

Mais notícias »
Parceria: Conselho Municipal de Política Cultural de Jundiaí (CMPC)
Apoio e Realização
Política de privacidade