Cultura Jundiaí | https://cultura.jundiai.sp.gov.br

Complexo Fepasa

Agendamentos para uso do Complexo para atividades:

Por conta da regressão de todas as regiões do Estado para a Fase 1 (Vermelha ou de Alerta Máximo) do Plano São Paulo do Governo do Estado, estão suspensos os agendamentos para a realização de atividades na Sala dos Relógios, Sala B1 e Sala Jundiaí e para a realização de Fotos e Filmagem no Complexo Fepasa.

Os compromissos agendados até o dia 05 de março, portanto antes da vigência da determinação do governo do Estado, seguem mantidos pela Unidade de Gestão de Cultura (UGC).


Com área total de 111 mil metros quadrados, sendo 46 mil deles de área construída, o Complexo Fepasa teve sua construção iniciada na década de 1890, pela Companhia Paulista de Estradas de Ferro, a fim de abrigar as oficinas de locomotivas à vapor da empresa. A princípio, as oficinas da empresa localizavam-se em Campinas, mas devido ao tamanho limitado do terreno e a um surto de febre amarela que atingiu aquele Município, a empresa decidiu transferir suas oficinas para Jundiaí.

Ao longo dos anos, o prédio, com 34 edificações, passou por diversas transformações e intervenções, devido às modificações desenvolvidas pela Companhia e aos avanços tecnológicos do setor, como a implantação da tração elétrica aos veículos. Na década de 1970, com a incorporação da Companhia à Fepasa (Ferrovia Paulista S/A), empresa estatal paulista de transporte ferroviário de cargas e de passageiros, o Complexo sofreu as suas últimas intervenções significativas, que deram às suas instalações a configuração com que o conhecemos na atualidade, além da mudança de seu nome.

Com a falência da Fepasa, sua inserção no programa de desestatizações do início da década de 1990 e a posterior privatização da malha ferroviária, as antigas oficinas da Companhia Paulista foram adquiridas pela Prefeitura em 2001. No período entre 2002 a 2013, o espaço ficou sob a gestão da (à época) Secretaria Municipal de Educação e Esportes, passando à responsabilidade da Secretaria Municipal de Cultura, em 2014, e à Unidade de Gestão de Cultura (UGC), em 2017, ano em que também a sede da UGC foi transferida para o espaço.

O Complexo Fepasa é o único patrimônio material do Município com tombamento em nível nacional, registrado no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Atualmente, ocupam o Complexo Fepasa diversas Unidades de Gestão da Prefeitura, como Cultura (UGC), Mobilidade e Transporte (UGMT), Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS); além do Museu da Cia. Paulista, do Centro de Memória de Jundiaí, da Guarda Municipal, da Fundação Municipal de Ação Social (Fumas), do Centro de Educação e Lazer para Melhor Idade (Celmi), do Poupatempo e da Faculdade de Tecnologia de Jundiaí (Fatec) Deputado Ary Fossen, além da Feira nos Trilhos.

O espaço conta ainda com as salas dos Relógios, B1 e Hermeto Pascoal, voltadas para ensaios, reuniões e para os encontros do Comitê das Crianças; da Sala Jundiaí, com 200 lugares, além de um espaço reservado a exposições.


Complexo Fepasa
Avenida União dos Ferroviários, 1760, Centro
Telefone: (11) 4585-9750
E-mail: agendacomplexofepasa@jundiai.sp.gov.br

Horário da funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h;
Aos sábados, domingos e feriados: das 9h às 16h, somente em dias de espetáculo.

Atenção:

Conforme estabelecido pelo decreto nº 28.926, de 24 de março de 2020, publicado entre as páginas 03 e 14 da Imprensa Oficial, permanecem suspensas, por tempo indeterminado, as atividades culturais com público no Complexo Fepasa, considerando a execução de medidas necessárias visando preservar a saúde da população, avaliadas pelo Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus.